Seguidores

sexta-feira, 24 de junho de 2016

The Third Half

Controverso filme da Macedônia que enfatiza o papel da Bulgária na 2ª Guerra Mundial e seu papel na deportação de judeus para campos de concentração nazistas em áreas da Macedônia, foi indicado ao Oscar em 2013 como melhor filme de língua estrangeira. O ministro dos Negócios Estrangeiros búlgaro Nikolai Mladenov tem emitido mensagens de advertência sobre as abordagens que a Macedônia deve tomar para as questões regionais.

Spitz é um treinador alemão-judeu da histórica equipe de futebol da Macedônia, que durante a Segunda Guerra Mundial, sob sua liderança, tornou-se o campeã da liga Nacional fascista de Futebol. Uma história verídica.

Determinado a construir o melhor clube de futebol do país, Dimitry contrata o treinador alemão, Rudolph Spitz, para estimular sua equipe, mas quando os primeiros tanques nazistas chegam pela cidade, Rebecca, a bela filha de um banqueiro local, foge com seu jogador estrela, todos os planos de Dimitry são alterados.

Com diálogos em macedônio, Alemão, Búlgaro, Sérvio, Ladino e Inglês, o filme foi feito com o apoio do Fundo de Cinema macedônio, Fundo Holocausto dos judeus da Macedônia, comunidade judaica da Macedônia e do Fundo Estadual Checo. Foi declarado um filme de um interesse nacional pelo governo macedônio.

O filme causou irritação nos círculos políticos búlgaros e da mídia por retratar a Bulgária, como um aliado do Terceiro Reich na Segunda Guerra Mundial, mas também foi homenageado em Israel por muitos políticos, líderes da sociedade civil e alguns líderes Igreja Ortodoxa. A Bulgária impediu os judeus na Bulgária de serem deportados para campos de extermínio do Holocausto nazista. Entre uma das muitas curiosidades do filme com a qual os búlgaros tiveram problema é que a bandeira da Bulgária da época é representada incorretamente como tendo uma suástica.
Resto do Post

Nenhum comentário :

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails